sábado, 25 de outubro de 2014

Desejos

Ontem à noite alguém aproximou a mão da minha cara e disse "tens aí uma pestana, pede um desejo." Merda! Por momentos o meu coração parou. Nem consegui responder. "Queres pedir um desejo, ou não?" A mesma voz a trazer me à realidade outra vez " Poupa-me, qual desejo qual que!" e sacudi a pestana para o chão rapidamente. Puxei de um cigarro, acendi-o e ali sentada, sem sair do mesmo lugar, fui me embora. A última vez que alguém me tinha perguntado se queria pedir um desejo foste tu. E lembro-me que olhava para ti e pensava "Que não haja um fim para nós. " nunca contávamos um ao outro os desejos que pediamos, no fundo acredito que pedimos o mesmo tantas vezes. Depois beijavamo-nos, ás vezes como se o mundo fosse acabar ali. E depois dávamos a mão com força, às vezes a dar permissão ao mundo para acabar à vontade, porque não fazia mal, não havia problema, estávamos juntos e isso era tudo.
Não quero mais desejos em pestanas. Não quero mais ninguém que depois desista dos nossos desejos tal como tu fizeste comigo. " Que não haja um fim para nós. " Já houve. 

2 comentários:

  1. Siga p frente q atrás vem gente ;)

    ResponderEliminar
  2. r: Na minha turma somos 13 raparigas. Dou me super bem com 5 e com 3 delas dou me mais ou menos (ainda nos estamos a conhecer).
    O resto estão sempre a mandar boquinhas e a falar mal nas costas...
    Se as pessoas querem dizer alguma coisa que me digam na cara sem rodeios! peço sinceridade...
    acho super mau andarem a falar mal nas costas... Só querem arranjar confusao

    ResponderEliminar